O Melasma e as manchas na pele

em
Categorias: Dermocosmética, Rosto, Manchas e Luminosidade, Sem categoria
  • O melasma é um tipo de hiperpigmentação relativamente comum nas mulheres.

Caracteriza-se por uma ou mais manchas castanhas ou castanho-acinzentadas e aparece normalmente nas bochechas, na testa, no nariz, por cima do lábio superior e no queixo. No entanto, pode também aparecer noutras zonas que apanham muito sol, como o pescoço ou braços, apesar de não ser muito frequente.

As Causas do melasma:

Os fatores que originam esta hiperpigmentação ainda não estão claramente definidos. Sabe-se, no entanto, que os melanócitos, as células que produzem o pigmento da pele, o fazem em demasia quando existe melasma.  As pessoas com pele mais escura têm maior probabilidade de adquirir este tipo de manchas, tais como as que têm um familiar já com esta patologia.

Existem também três fatores amplamente conhecidos como agravantes deste problema:

  • Exposição solar (por isso o melasma tende a piorar no verão)
  • Alterações hormonais (gravidez, pós-parto, contracetivos orais, tratamentos hormonais)
  • Produtos cosméticos inadequados

Prevenção de melasma:

O mais importante passo de prevenção no que diz respeito às manchas é a proteção solar. A utilização diária de um protector solar mesmo no Inverno, a limitação do tempo de exposição ao sol, bem como o facto de se evitar as horas de luz solar mais intensa, usando um chapéu sempre que possível são atitudes de prevenção que podem desempenhar um papel preponderante para evitar ou reduzir a severidade do melasma. É importante saber que a predisposição genética para hiperpigmentação, a gravidez, a realização de um tratamento hormonal ou a própria pílula anti-contraceptiva são fatores que podem desencadear o aparecimento de melasma.

Tratamento de melasma:

Na verdade, o melasma pode até desaparecer progressivamente sem qualquer tratamento quando o fator causador cessa, como é o caso de um tratamento hormonal ou uma gravidez. No entanto, na maioria dos casos é imprescindível terapêutica local para resolver este problema.

Os medicamentos que podem ser utilizados no tratamento são:

  • Hidroquinona

A hidroquinona é considerada o agente tópico mais eficaz na redução da hiperpigmentação, mas só pode ser aplicado por períodos de tempo curto, pelo risco inerente de irritação da pele e hiperpigmentação pós-inflamatória, particularmente em pessoas com pele mais escura. 

  • Tretinoína
  • Corticosteroide

 Procedimentos como peelings químicos ou laserterapia são também muito eficazes na redução ou eliminação do melasma.

  • Peelings químicos

Os peelings químicos implicam a aplicação de uma solução química para esfoliação da pele, de forma a remover as células mortas da pele e estimular o crescimento de novas células cutâneas.

  • Laserterapia

Os tratamentos a laser utilizam “descargas” sobre as áreas afetadas com luz de alta energia. A duração e intensidade da laserterapia dependerá da dimensão e severidade do problema a tratar.

 Manutenção de resultados:

O melasma não é um problema de fácil tratamento e podem ser necessários alguns meses de tratamento para atingir os objetivos desejados. Por outro lado, a manutenção dos resultados, está altamente dependente da utilização permanente de proteção solar, pelo que os comportamentos adequados de prevenção são preponderantes mesmo após o tratamento.

A utilização regular de uma gama dermocosmética anti-manchas é altamente recomendável e eficaz no controle e prevenção do re-aparecimento de melasma.

Conheça os produtos mais recomendados pelos farmacêuticos Farmacentral para prevenção de melasma e manutenção de resultados após tratamento: